Presidente da Petrobras critica tabela de frete

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, voltou a criticar a tabela de frete. De acordo com o executivo, a medida estimulou o crescimento da frota no país, que segundo ele avançou 47,3% de 2008 a 2017. Para Castello Branco, juntamente com o piso mínimo do preço do diesel, a política do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) para o crédito subsidiado foram os principais responsáveis pelo “sofrimento dos caminhoneiros”.


“Primeiro pela política de crédito subsidiado irresponsável por conta do BNDES. Entre 2007 e 2015 expandiu dramaticamente a oferta de crédito a juros subsidiado, incentivando irresponsavelmente a aquisição de caminhoneiro. Assim, muita gente que nem era do ramo foi atraída a comprar caminhão. A demanda por transporte de carga minguou e havia um excesso de caminhões na estrada, que continua pela solução adotada pelo governo passado do tabelamento de frete”, disse ao participar nesta terça-feira (8/10) da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados.





Fonte: Frota e Cia

Comente!